terça-feira, 29 de abril de 2014

Mais um jogo que reflecte o que foi a temporada...

Na companhia de mais 4 amigos (1 deles "mouro") decidimos ir assistir ao clássico,mesmo sendo de uma competição que só interessa a quem ganha.
Depois de uma tarde bem passada,com um lanche numa tasca típica da zona,rumamos ao estádio para assistir ao jogo.

Aos Porto restava o orgulho de derrotar o adversário,de dar uma pequena alegria aos adeptos.
Do outro lado estava uma equipa em poupanças para o jogo de Quinta-Feira,que foi ao Dragão jogar para empatar ou perder por poucos.

Na 1ªparte o Porto deu um banho de bola ao Benfica,sendo que ao intervalo já podíamos estar a ganhar traquilamente por 3 ou 4 golos,mas Jackson decidiu ser o melhor central do Benfica.
Talvez tenha sido para equilibrar as equipas já que o Benfica tinha ficado a jogar com 10 por expulsão do S.Vitória.
Talvez para o ano se deva criar uma lei que impeça os jogadores do Benfica serem expulsos,mesmo que justamente.

Na 2ªparte o Benfica encostou o autocarro á frente da baliza e o Porto,como tantas vezes esta época,nunca revelou arte nem engenho para ultrapassar a muralha defensiva dos mesmos.
Nem a entrada de Quintero e Ghilas alterou esse problema.
Vieram as grandes penalidades e finalmente o Benfica tinha hipóteses de fazer um ramate enquadrado com a baliza,coisa que não aconteceu nos 90 minutos.

Na lotaria das grandes penalidades a sorte acabou por bafejar quem menos fez por ganhar o jogo,mas o futebol é mesmo assim.
Esta vitória,ainda que nos penaltis,teve o condão de mostrar o lado humorístico dos Benfiquistas,que eu pensava que há muito estava guardado.

Apareceram montagens com o Estádio do Dragão a ser apelidade de "Salão de Festas" do Benfica.
Em 2 jogos esta temporada no Dragão,o Benfica perdeu 1 jogo (1-0 na Taça de Portugal) e empatou outro nos 90 minutos,mas pelos vistos isso já é uma grande vitória para o "Glorioso".
Mas eu até entendo,para quem num passado recente levou 5,perdeu 3-1 (curiosamente contra 10) e perde o campeonato aos 92 minutos,além das humilhações na "Cesta do Pão",obter estes resultados é uma enorme vitória.

O Benfica está prestes a fazer a sua melhor época de sempre e Jorge Jesus está prestes a entrar na restricta galeria dos treinadores que venceram 4 títulos numa só época.
Resta esperar para ver se a Juventus e o Rio Ave decidem entrar na festa...

3 comentários:

faa m. disse...

não percebi essa da regra de impossibilitar o benfica a ter jogadores expulsos mesmo que justamente, até agora a regra era ter jogadores expulsos mesmo que injustamente.
anyway, o porto deu um banho de bola e principalmente de comédia, ri-me bué o jogo todo ao ver 11 marmanjos a jogar mal como tudo contra uma segunda linha do benfica com menos um jogador. foi boa :)

bruno disse...

Companheiro percebo o teu lado, durante muitos anos estive no lado oposto e digo isto sem qualquer tipo de ironia ou tentativa de ataque.

Somos todos iguais quando estamos por cima tudo está bem, tudo é lindo e justo, quando estamos por baixo esquecemos certos factores e factos e dizemos o mesmo que criticamos quando estamos por cima.

Mas é isto que nos faz adeptos e rivais, pena é que não seja uma rivalidade saudavel.

Tomé Silva disse...

"Mas é isto que nos faz adeptos e rivais, pena é que não seja uma rivalidade saudavel."

Os dirigentes das equipas são os primeiros a espalhar o ódio entre os clubes,os adeptos apenas seguem os seus líderes.

Para mim rivalidade é o que se passa durante 90 minutos de um jogo,seja em campo seja nas bancadas.

O que se passa cá fora (e por vezes até no estádio) nada tem a ver com rivalidade,apenas pura ignorância de quem se aproveita do futebol para mostrar o seu lado violento.