segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Leo Messi e Vicente Del Bosque os melhores do mundo

Vicente Del Bosque foi eleito o melhor treinador do Mundo,acabando por ficar à frente de José Mourinho e de Pep Guardiola.
No entanto José Mourinho rogou uma praga ao Espanhol e este acabou por receber o prémio das mãos de Scolari para aprender.
Segundo apuramos Jorge Jesus esteve para entrar nesta lista,visto que conseguiu o que mais nenhuma equipa conseguiu em Camp Nou.
No entanto o facto de não ter conseguido vencer o campeonato frente ao treinador-adjunto Vítor Pereira acabou por fazer com que o catedrático ficasse de fora.

Já Messi conquistou pela 4ªvez consecutiva a Bola de Ouro,deixando novamente Cristiano Ronaldo com cara de poucos amigos.
No entanto Messi teve a sua Bola de Ouro em risco,visto que se não fossem as lesões,este prémio já não escaparia a Aimar.
Hulk também esteve para entrar na luta,mas no final o melhor que conseguiu foi levar o prémio de flop do ano na Rússia para casa.

Para o ano há mais e quem sabe os derrotados de hoje possam ser o vencedores do futuro.

3 comentários:

LiveStrong disse...

Epa ao menos deram ao Messi alguma coisa para festejar, respectivo ao ano de 2012! E tenho um reparo a fazer, entao os amigalhaços que votaram no Messi nao votaram no Guardiola? Assim festejavam algo respectivo a 2012 em conjunto.
Festinhas de amigos e putices que cada vez tornam mais banal este trofeu do futebol. E sobre a equipa do ano? So se joga há bola em Espanha? Nem 1 jogador da melhor liga do mundo, a inglesa? Nem 1 da liga alemã ou liga italiana? Que filha da putice de fantochada.
Grande Mourinho, deixou-os a ladrar. Ja sabia o que se ia passar. Mas tambe, queriamos que o Ronaldo fosse ganhar como, se nem os portugueses gostam dele? Oh yeah.

POC disse...

Era apanhar-te!

Pablo D10S Aimar e Lionel Messi, melhores do mundo!

Frederico Ventura disse...

O facto de o Messi ganhar era espectável e por isso não me surpreendeu.

Não justo é o prémio do melhor treinador do ano ser entregue a um seleccionador que faz meia dúzia de jogos por ano , no entanto, não ponho em causa a vitória (euro'12) de Del Bosque.

A lista deveria ter sido mais abrangente, por exemplo o treinador do Dortmundo, na minha opinião deveria ter estado a lutar pelo prémio. Guardiola nunca deveria ter entrado nesta luta.

Um aparte. Acho que deveria haver dois prémios para os treinadores. Um na categoria de selecção e outro na de clube